"Nada � sup�rfluo na Natureza" - Averr�is




Percorrendo os caminhos de uma floresta m�stica
(sobre o blog Floresta Celta)



Nick: Arnath
Nome: Jo�o
Pa�s: Portugal
Localidade: Guimar�es
Interesses: cultura celta, m�sica, livros, cinema, hist�ria e J.R.R. Tolkien...
Ocupa��es: ler, viajar, estudar *cofcof*, e par�dia!...


Saber mais...
Blog Drive Profile





.:Arnath's Photos - flickr.com:.
.:Twisted City Lights:.
.:Armados em Bet�o:.
.:Fotolog Vi_invicta:.
.:The Eyesight:.





   


<< August 2017 >>
Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat
 01 02 03 04 05
06 07 08 09 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31


If you want to be updated on this weblog Enter your email here:



rss feed



Friday, November 03, 2006
7 Novas Maravilhas - New7Wonders

A New7Wonders Foundation foi criada em 2001 pelo suo Bernard Weber, e visa eleger as novas e actuais sete maravilhas do mundo. O processo est na fase final em que as pessoas votam em 7 maravilhjas de entre 21 maravilhas escolhidas a dedo, para o ttulo de 7 Novas Maravilhas do Mundo.
lAo que parece, a Torre de Belm chegou a ser considerada para a lista de 21. A mim parece-me que existem outros monumentos em territrio nacional (j para no falar por esse mundo fora) que teriam uma muito maior justificao para serem considerados uma maravilha do mundo.

Aqui ficam as 21 propostas:
1. Acrpole - Atenas, Grcia;
2. Alhambra - Granada, Espanha;
3. Angkor - Camboja;
4. Baslica de Santa Sofia - Istambul, Turquia;
5. Castelo de Neuschwanstein - Fssen, Alemanha;
6. Chichn Itz - Yucatan, Mxico;
7. Coliseu - Roma, Itlia;
8. Cristo Redentor - Rio de Janeiro, Brasil;
9. Esttua da Liberdade - Nova York, EUA;
10. Esttuas da Ilha de Pscoa - Chile;
11. Grande Muralha da China - China;
12. Kremlin - Moscou, Rssia;
13. Machu Picchu - Peru;
14. Opera House - Sydney, Austrlia;
15. Petra - Jordnia;
16. Pirmides - Egito;
17. Stonehenge - Amesbury, Reino Unido;
18. Taj Mahal - Agra, ndia;
19. Templo Kiyomizu-dera - Kyoto, Japo;
20. Timbuktu - Mali;
21. Torre Eiffel - Paris, Frana.

Como este gnero de votaes parece estar na moda, e me parece muito mais interessante e lgica esta, do que a dos Grandes Portugueses, decidi votar.
Heis a minha lista de escolhidos:
1. Grande Muralha da China - China. Esta penso ser inequvoca: sem dvida uma das grandes maravilhas do mundo actual.
2. Coliseu - Roma, Itlia. O grande Coliseu de Roma um simbolo da antiguidade clssica do Imprio Romano. Pela sua dimenso e grandiosidade penso que deveria ser incluida.
3. Taj Mahal - Agra, ndia. semelhana da muralha da China penso que esta outra obra inegualvel, e ser certamente escolhida.
4. Machu Picchu - Peru. Eleg a "cidade perdida", pois parece-me ser fascinante, algo que parece ser fruto das nossas imaginaes e sonhos. Um cidade anci no alto da montanha.
5. Petra - Jordnia. Escolh tambm Petra porque sempre me intrigou, principalmente pela sua localizao. Embutida dentro da rocha, no fundo de uma ravina. Talvez seja culpa do filme do Indiana Jones, mas no deixa de poder ser considerada uma maravilha do mundo.
6. Angkor - Camboja. Talvez por me parecer mais misterioso e desconhecido, mais uma evz tambm por ter permanecida "perdida" duarante muito tempo, o que no retira nenhum mrito prprio ao extraordinrio complexo religioso de Angkor.
7. Pirmides - Egito. Se j o eram na Antiguidade, ento seria incorrecto deixarem de os ser. De facto, as Pirmides de Giz foi a nica das sete maravilhas da Antiguidade a sobreviver at aos nosso dias.

difcil eleger apenas 7 maravilhas de entre um conjunto de 21 que so j maravilhjas do mundo. Apenas me parece menos bvio, a escolha de construes mais recentes tais como a Esttua da Liberdade, a Torre Eiffel, o Cristo Redentor e a Casa da pera de Sidney. Acho at que este ltimo foi uma m escolha. Quantos edifcios existem da mesma poca que bem poderiam ser equiparados a esse? Porque para os outros monumentos at entendo que mais que a magnificncia, representam algo mais profundo. Eu julgo que a Casa da pera s l est para no dizerem que no incluiam nada do continente ocenico.
Mesmo assim, com a minha escolha fica muito de fora: as magnficas pirmides de Chichn Itz, o antigussimo Stonehenge ou ento a cidade de Timbuktu... todas elas so grandes maravilhas do mundo! No precisam de uma declaro oficial para o serem.

Sim, porque no dia 7 de Julho de 2007 ir ser feito o anncio oficial, e ser nada mais nada menos que em Lisboa! E mais, vai ser no estdio da Luz, a Catedral! Sim, isso que deveria ser considerado uma das 7 maravilhas do mundo!
Clubismos parte, sinto-me feliz por terem escolhido Lisboa de entre outras grandes cidades como Barcelona, Roma, Kuala Lumpur e Dubai. O evento parece que ir ser uma um misto da cerimnia dos scares com a abertura dos Jogos Olmpicos.



Posted at 11/3/2006 7:17:31 pm by Arnath
Coment�rios (1)  

Tuesday, October 24, 2006
MUSE - Faltam 2 dias...




MUSE
Dia 26 -  Campo Pequeno

Posted at 10/24/2006 3:31:59 pm by Arnath
Coment�rios (2)  

Saturday, September 30, 2006
Pageant of the Bizarre

It's never gonna be
Normal, you and me
What you're signing on for
Is a storm at sea

So if you think you're tough
Give me all your love
And I'll give you every little piece of me

Catch a falling star you'll go far
In the pageant of the bizarre
And tonight I give you my heart

Catch a falling star you'll go far
In the pageant of the bizarre
And tonight I give you my heart

We will never be a nuclear family
But a rainbow will begin at our feet
And if you take my hand
Beware that this boat can
Run aground making the ocean floor weep

Catch a falling star you'll go far
In the pageant of the bizarre
And tonight I give you my heart

Catch a falling star you'll go far
In the pageant of the bizarre
And tonight I give you my heart

Catch a falling star you'll go far
In the pageant of the bizarre
And tonight I give you my heart

Catch a falling star you'll go far
In the pageant of the bizarre
And tonight I give you my heart

Take a chance on me, yeah
You're my remedy, yeah

You may fall indeed, yeah
You'll find peace with me, yeah

Take a chance on me, yeah
You're my remedy, yeah

You may fall indeed, yeah
You'll find peace with me, yeah
Peace with me, yeah

Take a chance on me, yeah
You're my remedy, yeah

You may fall indeed, yeah

-letra e msica de Zero 7





Posted at 9/30/2006 9:43:21 pm by Arnath
Comentar  

Tuesday, September 05, 2006
A minha av v o LOST!

Sim, verdade! A minha av v o Lost! Ou pelo menos viu alguns episdios nesta ltima semana, em que a RTP repetiu todos os episdios da 2 srie. Disse ela que parecia muito interessante, mas que no percebeu nada. Pudera! Nem eu percebo! E ningum tem por esta altura uma explicao. essa a grande particularidade de Lost. Por outro lado, nisso que se baseia a grande expectativa. Tero os produtores capacidades para dar um fim e seguimento digno a Lost? I hope so...
Esta revelao surpreendeu-me. A minha me seguidora de Lost desde o incio. Nunca imaginei que a minha av pudesse algum dia se interessar pela srie. Muito apresso me traz, pois Lost para mim a melhor srie televisiva de sempre (e com certeza para muitos outros fs). Ainda h alguns dias li que, depois de CSI, Lost actualmente a srie mais popular do mundo.
A 3 srie de Lost tem j estreia marcada para os E.U.A. no dia 4 de Outubro.




Outros posts sobre Lost:
Lost (Perdidos)
Lost, a 2 Srie (@TLC)



Posted at 9/5/2006 12:39:14 am by Arnath
Coment�rios (4)  

The Eyesight

Desde que criei o Floresta Celta, j vo l quase 3 anos, tive sempre uma ideia de ter um blog em ingls. Porqu? Simples! Porque o nmero de pessoas que o poderiam lr multiplicava-se largamente. Para alm de poder praticar o meu ingls escrito.
Esse momento surgiu, aliada minha paixo pela fotografia, com a ideia de criar um blog onde eu pudesse postar as minhas fotos e talvez falar sobre elas, de um modo diferente daquele que fao no flickr. Acabado de vir de frias, assim criei The Eyesight, o meu novo blog. Espero que gostem!


Posted at 9/5/2006 12:36:58 am by Arnath
Comentar  

Monday, September 04, 2006
Digital Love

Last night I had a dream about you
In this dream I'm dancing right beside you
And it looked like everyone was having fun
the kind of feeling I've waited so long

Don't stop come a little closer
As we jam the rythm gets stronger
There's nothing wrong with just a little little fun
We were dancing all night long

The time is right to put my arms around you
You're feeling right
You wrap your arms around too
But suddenly I feel the shining sun
Before I knew it this dream was all gone

Ooh I don't know what to do
About this dream and you
I wish this dream comes true

Ooh I don't know what to do
About this dream and you
We'll make this dream come true

Why don't you play the game?
Why don't you play the game?

- letra e msica de Daft Punk









Posted at 9/4/2006 11:30:29 pm by Arnath
Comentar  

Friday, August 11, 2006
Sudoeste O lado B

Este ano parti de Guimares um dia antes do incio do festival, a ver se conseguia um lugar mo parque de campismo melhor. Foram quase 10 horas e viagem. Partida s 8h04 no comboio intercidades at estao do Oriente. Mudana de comboio, mais umas horas de viagem, e chegada Funcheira cerca das 16h30. S que isto ainda no o fim da linha. Ainda faltou a ligao de autocarro. 50 km at ao recinto, mais de uma hora pelas estradas sinuosas do Alentejo.

O que importa l chegar! O pior mesmo o regresso, porque ida est tudo fresco e pronto para a festa.

O lugar que arranjmos para as tendas no foi excelentes, mas tambm no foi to mau como isso. Era de fcil acesso (nada de ter que dar com um stio escuro e de atravessar mil uma tendas e cordas at l chegar), e o melhor mesmo eram os nossos vizinhos com os quais travmos logo amizade. Que mais poderamos fazer com um tipo alto, surfista, atleta de alta competio, ainda por cima estudante de engenharia civil, tarado por mulheres e falador, que vinha acompanhado do irmo mais novo, de um amigo e do Rocky (o co)? No to simpticos eram os espanhis que se puseram mesmo no meio do caminho. Ao menos fizeram de "proteco" contra as pessoas que passavm

Por outro lado, estvamos mesmo junto das casas-de-banho e dos chuveiros. O cheiro era s de vez em quando e at nos acabmos por habituar. Pior mesmo era o barulho. Num local de passagem como aquele ouve-se de tudo: cantar, gritarias, msica

Por falar em msica! De manh, para alm do calor trrido do sol a bater nas tendas, o acordar estava garantido com a animao do DJ Shower! Sim, a publicidade ao Axe no falhava sempre s mesmas horas de manh e ao fim da tarde. DJ Shower a passar msica em altos berros logo pela manh, e um gajo que no se calava. Acho que aps algum tempo j todos sabamos o que ele poderia dizer. Frase como " no banho que tudo comea!" ou "Axe Shower Zone, a zona mais molhada do festival!", vo ficar para a posteridade. Claro que havia tambm o "Por favor, no coloquem as toalhas em cima das lonas, pois a estrutura no foi preparada para esse efeito", ou ento "podem adquirir shampo after hours junto dos nossos promotores que esto devidamente identificados com a t-shirt hit me baby one more time". Enfim, apesar de tudo era ele que nos entretinha enquanto estvamos estafados ou sem nada para fazer.

Melhor ainda foram os momentos em que se diziam as frases com Axe, para ganhar um clicker. Frases do gnero, "Com Axe na Zambujeira, vai ser sexo a noite inteira". Mas as mais memorveis, so com certeza "Com Axe no bigode, elas at dizem Oh My God!" ou ento uma frase que me roubaram, "Com Axe no sovaco, vou meter em todo o buraco!". Sim, porque entre ns surgiu o passatempo de criar as mais incrveis frases.

Este ano havia um concurso intitulado "A minha tribo melhor que a tua" em que todos os dias elegiam um grupo de pessoas cujas condies e originalidade do acampamento eram melhores. No por isso,mas porque de qualquer maneira j existiam "tribos", surgiam de vez em quando bandos de gajos (eram sobretudo do sexo masculino) a fazerem a festa . Desde o "Bando do Bigode" ao "Ell", era ver tipos armados com megafones espalhados pelo parque e pelo recinto, era tipos vestidos e completamente bbados a tomar banho nos chuveiros, a fazerem um circulo volta de meninas prendada com uma musiquinha que terminava com um grito "s boa!" Havia de tudo! Muito em voga, foi a msica "S me apetece pinar", to minha conhecida. Essa msica surgiu, ainda eu era caloiro (h dois nos), e foi inventada pelo pessoal do curso de eng mecnica da FEUP. interessante verificar como passados dois anos essa msica se disseminou e algum a canta nesta edio do sudoeste como se fosse uma grande inovao.

Foi a minha segunda vez no sudoeste. Muito j no novidade. Milhares de tendas, muita confuso, muito p, muitos carros, muita msica. Muitas filas! Filas para tudo: filas para comer, filas para ir casa-de-banho, filas para tomar banho, filas para fazer compras, filas para entrar no recinto, filas para apanhar o autocarro Ah! Este ano j no estive que esperar nesta ltima fila! Felizes daqueles que levam carro e dos amigos deles! Graas ao grande Zemi, podemos ter uma mobilidade que nos garantiu maior liberdade de horrios e de deslocao. Idas a S. Teutnio ou praia do Carvalhide (ou l como era o nome), nunca teriam sido possveis de outra maneira.

Muitas histrias, certo, ficam por contar! O vinho do Lidl que no dia seguinte se transformou em vinagre, o "javaliiii", as "katiushas" (ai, as "katiushas!!), a roda gigante (sim, este ano havia uma roda gigante, qual feira popular!), o encontrar o carro no parque Dizem que o esprito festivaleiro do Sudoeste est a transformar-se ou a desaparecer, O que pode ser bem verdade. o festival que est na moda e h muita, muita gente. Mas Sudoeste Sudoeste, ou SW ou l o que for. O esprito est em ns e se uma pessoa o tiver de certo que ele se manter, pelo menos em ns.

Nenhuma das seguintes fotos so da minha autoria. Apenas se trata deuma compilao que recolhi da net de forma a ilustrar o lado B do SW.


Estao da Funcheira


Entrada par o recinto


Zona dos chuveiros a.k.a. Axe Shower Zone


Parque de campismo = tendas+tendas+tendas+...


Dura luta pela sobrevivncia


Os concertos


A famosa roda gigante


Para "ouvir" o lado A do Sudoeste visite twistedcitylights.blospot.com

Apreciaes dos vrios dias do festival:

Dia 3

Dia 4

Dia 5

Dia 6


Posted at 8/11/2006 11:23:02 am by Arnath
Comentar  

Tuesday, August 01, 2006
Direco: Sudoeste!



Posted at 8/1/2006 4:47:29 pm by Arnath
Comentar  

Decipher the code [01]

TWCJL_VMVPB. XSEJDL. KQS_XDIPE_GWCJFDYIG_Q_AQVUT_SLDXQVE. KQS_KDDPFKW_BQYI_ JQCWFH_UCT_DXE_KWHJL_TI_BX. YPJS_M_D_GRU_IC_CQL_JIJWE_ZEVIVUJ_TI_LXPBH. MAIE_B_E_UCT_UR_DEW_REKIMOD_VXPIZ. PCLJI.


LOST26





Posted at 8/1/2006 4:46:02 pm by Arnath
Comentar  

Monday, July 31, 2006
A fotografia

"Tenho-a para l, dentro de um caixote. Penso que ainda a tenho. A fotografia. Um nadinha rasgada num dos cantos, foi a tentar tir-la de um lbum para mudar para outro. Os meus pais sorriem, as minhas irms so pequenas, a Matilde ainda mal anda, a Joana deitada numa manta, de fraldas. Estamos todos. De um dos lados v-se a limpidez do rio, do outro ns todos sobre a relva fresca. H mantas pelo cho, dois cestos de piquenique, a minha me de joelhos, retiraria com cuidado as compotas, as laranjadas e o po, o meu pai deitado, apoiado num cotovelo, a olhar para mim. Estamos todos. A dar sombra cena, uma rvore enorme, junto qual me encontro, molhada, de p, os cabelos escorridos para trs. Estava um calor de morrer, estou nua. Sou a nica que olha para a cmara, foi a minha tia Rosa que tirou a foto. De forma que os meus pais olham para mim e s eu olho para quem possa olhar para a foto. Tenho-a guardada, hei-de ir v-la. Estou nua. E, no entanto, nenhum medo me assalta. Nenhum pnico. Estou at, quero crer, mais segura que nunca. Nua, com oito ou nove anos, a morder uma colossal fatia de melancia, uma meia-lua vermelha e verde. Olho a cmara com segurana. Os sorrisos do meu pai e da minha me, nem dei por eles na altura. No dei por eles muitos anos. Dou por eles agora, que lembro a fotografia, que sei que tenho de ir resgat-la ao caixote, arranjar-lhe o canto com fita-cola. Os meus pais olham a sua menina. E no conseguem conter o sorriso, numa tarde de Vero, sobre a relva fofa, sob a sombra da rvore e o cheiro do po, com o rio ali ao lado, translcido. A sua menina, perfeita, que acabou de se refrescar com um mergulho e devora a melancia. A menina saudvel, confiante, sem medo de se deixar estar nua, olhando de frente a cmara. Quero esta fotografia, quero-me assim, saber que fui assim. Quero este momento, o nico em que me vi nua sem necessidade de me esconder, com a relva a fazer-me ccegas nos ps, eu pequena, segura, perfeita. Vejo. Com toda a nitidez, a minha tia sem me pedir No te mexas No te mexas agora, o meu pai a sorrir para mim, a minha me a barrar marmelada, a minha irm a cair nos primeiros passos trpegos de beb. Vejo um carreiro de formigas no sop da rvore grande, as pedras na margem do rio. Ouo. O clique da mquina fotogrfica, a minha tia a dizer Ficou linda. Ouo a gargalhada pequenina da minha irm, um bando de pssaros que esvoaa, a minha me a dizer Est pronto vamos almoar. Sinto. A melancia na boca, feita de gua fresca e pevides. O calor. As ccegas nos ps, os primeiros arrepios, o corpo a pedir uma toalha. Ficmos assim, numa fotografia que ainda tenho para l, num caixote. A nica em que estou nua, inteira, ainda que ningum me tenha ordenado"

- em A Casa Quieta de Rodrigo Guedes de Carvalho
visto em Arte Photographica





Posted at 7/31/2006 12:01:48 pm by Arnath
Comentar  

Previous Page Next Page